Dia 20: O que eu leio

O livro atemporal e profético do Aldous Huxley, quando foi publicado, em 1932, a humanidade não sabia do grau de alcance das descobertas científicas e conquistas tecnológicas nem do rumo que tomariam. A posição tomada por Huxley e sua antevisão do futuro foram colocadas em dúvida. Hoje, vemos confirmadas algumas profecias que ele escreveu, e somos impelidos no caminho do progresso destemido de umasociedade escravizada pela máquina, rumo ao pesadelo vivido em Admirável Mundo Novo.



Deixe um comentário